Artigo: Alívio rápido dos sintomas da azia

Entendendo a azia e seus sintomas

A azia é tipicamente um desconforto provocado pela sensação de queimação atrás do osso esterno que se move acima do pescoço, acompanhada de um gosto amargo ou azedo na parte de trás da garganta.1

Isso ocorre quando a passagem entre o esôfago e o estômago (esfíncter) não se fecha adequadamente, permitindo que o conteúdo retorne ao esôfago. Normalmente, essa passagem só é aberta quando o alimento mastigado e a saliva chegam até ela e, se fecha quando o alimento entra no estômago para evitar que o conteúdo flua de volta. Alimentos e gases tendem a fluir de volta para o esôfago após uma refeição farta, que dilata seu estômago e solta o esfíncter em sua entrada. Às vezes, o esfíncter também pode abrir sem motivo aparente. Quando o fluído digestivo irrita seu esôfago, ocorre a sensação de azia. Isso pode resultar até na inflamação do esôfago caso o fluido digestivo permaneça por tempo prolongado.1

A azia grave ou regular devido ao refluxo frequente do conteúdo estomacal é considerada doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). Os sintomas geralmente associados à DRGE incluem: dificuldade em deglutir, sensação de queimação na garganta, gosto ruim na boca, ruídos abdominais, inchaço, assim como náusea.1

COMPARTILHE

Causas

As causas do funcionamento não adequado do esfíncter esofágico inferior (EEI) geralmente se resumem a comer em excesso, assim como a ingestão de certos alimentos e líquidos. Os seguintes fatores podem aumentar a acidez no seu estômago 2:

ÁLCOOL

Aumenta a quantidade de ácido estomacal e torna o esôfago mais sensível à acidez

ALIMENTOS RICOS EM GORDURA

Relaxa o EEI e retarda o esvaziamento gástrico

TABACO 

Diminui a efetividade do EEI, permitindo que o ácido estomacal retorne ao esôfago

CAFEÍNA

Assim como o tabaco, a cafeína enfraquece o EEI, permitindo que o ácido estomacal retorne ao esôfago.

GRAVIDEZ

Os hormônios da gravidez podem levar a indigestão, a passo que o útero em expansão pode causar a aglomeração dos órgãos internos, forçando o fluido estomacal de volta ao esôfago. 

Determinados medicamentos, estresse, privação de sono e outros alimentos como tomate, frutas cítricas, alho, cebola e chocolate também podem aumentar a quantidade de ácido no estômago.

6 dicas para alívio rápido3

Considere o uso de medicamentos antiácidos adequados, como ENO*

Use roupas soltas

Evite a ingestão de alimentos ou substâncias que induzam o refluxo

Eleve-se da cintura para cima na hora de dormir

Reduza a ingestão de álcool

Evite fumaça de cigarro4

Como os antiácidos ajudam

O que são antiácidos?

Os antiácidos são compostos salinos de alumínio, magnésio e/ou cálcio, que proporcionam alívio rápido e temporário da azia leve a curto prazo.2

Como os antiácidos funcionam?

Os antiácidos são usados há anos geralmente para neutralizar o ácido gástrico que irrita o esôfago.2 Eles promovem o alívio rápido para azia, diminuindo a acidez do estômago no momento em que chegam ao estômago.

A azia é menos provável de ocorrer quando a acidez estomacal está menor. A presença de algum alimento no estômago pode prolongar o efeito dos antiácidos. O efeito dos antiácidos geralmente dura mais quanto mais tempo eles permanecerem no seu estômago.5

 

Qual ENO devo escolher?

A linha de produtos Eno possui dois medicamentos antiácidos, conforme a sua necessidade:

Sal de Fruta ENO

O Sal de Fruta ENO, com bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido cítrico,  começa a agir em apenas 6 segundos.**  Nada é mais rápido. ***

ENO Tabs

A azia pode afetar qualquer pessoa a qualquer momento. ENO Tabs, com carbonato de cálcio, são fáceis de carregar, e para alívio rápido em qualquer lugar, tornando-o o companheiro de viagem ideal.

Você deve sempre ler a bula ou consultar um profissional de saúde antes de usar, caso sinta-se inseguro.

Como prevenir a azia?

Você também pode evitar a azia frequente ao alterar o seu estilo de vida 2:

  • Evite alimentos que possam causar refluxo:
    • Café
    • Álcool
    • Chocolate
    • Comida gordurosa
  • Evite alimentos ácidos que possam causar azia:
    • Cítricos
    • Bebidas gaseificadas
    • Alimentos condimentados
  • Evite comer 3 horas antes de deitar-se6
  • Adote comportamentos que reduzam a exposição do esôfago ao ácido estomacal:
    • Perca peso se estiver acima do peso
    • Pare de fumar 6
    • Eleve a cabeça da cama em 15 a 20 cm
    • Evite posições inclinadas/reclinadas 2-3 horas após as refeições

Quando devo procurar por mais ajuda?

Se estiver tomando outro medicamento, você deve falar com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar ENO*. Os antiácidos podem potencialmente interagir com outros medicamentos e apresentar efeitos colaterais indesejados.

Você também deve falar com seu médico se os sintomas de acidez persistirem, pois eles podem indicar outras condições subjacentes.

Entre em contato com o seu médico ou procure atendimento de emergência imediatamente se sentir algum dos seguintes sintomas, especialmente se tiver 50 anos ou mais 7-9.

  • Dificuldade em deglutir
  • Sangramento ou sinais de sangramento no estômago
  • Sensação de estufamento e/ou alteração no apetite
  • Anemia
  • Sufocamento (tosse, falta de ar ou rouquidão na garganta), chiado
  • Sensação de queimação no peito, garganta e estômago, ocorrendo mais de 2 vezes por semana
  • Dor no peito associada ao exercício e esforço
  • Não obter alívio após tratamento com antagonistas de receptores H2 ou inibidores da bomba de prótons
  • Vômitos frequentes
  • Perda de peso inexplicável

Referências: 

*Leia a bula antes de usar. Consulte o médico antes de usar caso esteja grávida ou amamentando.

** em referência a seu mecanismo de ação. Referência bibliográfica Johnson, S.M. e Suralik, J., Practical Gastroenterology, 2009; 33(2): 28-32

*** Antiácidos efervescentes têm início de ação mais rápido que outros medicamentos que reduzem o ácido gástrico (ex: IBPs e ARH2s) e precisam ser absorvidos para exercer seus efeitos.

METZ, D., et al. On-Demand therapy for gastroesophageal reflux disease. The AJG. v. 102, n. 3, 642-653p. Mar. 2007. HENDERSON, R. et al , Heartburn and dyspepsia - BERARDI, R. Handbook of Nonprescription Drugs. 14Ed. APA , 2004. 1370 p., cap. 15, 326p, 338p.

1 PUBMED HEALTH. Heartburn and GERD: Overview. Nov. 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/PMH0072438/. Acesso em 03 ago. 2018.

2 MEEK, W. The Pharmacist’s Approach to Heartburn. In: WORD GASTROENTEROLOGY, WGO Handbook on Heartburn: A Global perspective. Milwaukee, WI USA. 2015. 26-27p.

3 TYTGAL et al. Contemporary understanding and management of reflux and constipation in the general population and pregnancy: a consensus meeting. Aliment Pharmacol Ther. v.18, 291 – 301.

4 KALKAN, I.,  DAGLI, U. Role of Dietary Factors in Gastroesophageal Reflux Disease. In: WGO Handbook on Heartburn: A Global Perspective. Milwaukee, WI USA. 2015. 19-20p.

5 WEBMD. Treating Heartburn With Over-the-Counter Drugs. Jan. 2016.Disponível em: www.webmd.com/heartburn-gerd/guide/treating-heartburn-over-counter-medicine. Acesso em: 03 ago. 2018

6 KOUFMAN, J. A. Low-Acid Diet for Recalcitrant Laryngopharyngeal Reflux: Therapeutic Benefits and Their Implications. Annals of Otology, Thinology & Laryngology, v.120, n.5 281-287p. 2011.

7 ARMSTRONG, D., et al., Canadian Consensus Conference on the management of gastroesophageal reflux disease in adults –Update 2004, Canadian Journal of Gastroenterology. v.19, n.1, 15-35p. 2005.

8 HOLTMANN, G., et al.Guidance on the use of over-the-counter proton pump inhibitors for the treatment of GERD, Int J Clin Pharm. v.33, n.3, 493- 500p. 2011.

9 KATZ, P. O., GERSON, L. B.,VELA, M. F., Guidelines for the diagnosis and management of gastroesophageal reflux disease. Am J Gastroenterol.v.108, n.3, 308-28p. quiz 329. 2013.

Sal de fruta ENO: bicarbonato de sódio, carbonato de sódio, ácido cítricoIndicação: alívio da azia e má digestão. MS: 1.0107.0056.
*em referência a seu mecanismo de ação. Referência bibliográfica Johnson, S.M. E Suralik, J., Practical Gastroenterology, 2009; 33(2):28-32. Eno Tabs: carbonato
de cálcio
 Indicações: alívio rápido da azia, queimação, acidez no estômago e má digestão. MS: 1.0107.0275. NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO
DE DOENÇAS NOS RINS. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO
. CHBR/CHENO/0018/18-MAI/18.